Titulo fixo

Nova Olimpia (MT), 18 de novembro de 2018 - 17:33

? ºC Nova Olimpia - MT

Slideshow

12/08/2018 06:25 A Gazeta

Queimadas atingem área de proteção há 5 dias no Médio Norte

São 1.369 focos de calor registrados no Estado

Bombeiros, brigadistas e funcionários da prefeitura de Alto Paraguai (218 km de Cuiabá) tentam conter um incêndio florestal registrado na Unidade de Conservação da Área de Proteção Ambiental Nascente do Rio Paraguai que já atingiu aproximadamente 400 hectares. As chamas foram detectadas no final da tarde da última terça-feira, mas ainda continuam se propagando devido ao difícil acesso.

De acordo com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), na quarta-feira, a Base Descentralizada Bombeiro Militar de Alto Paraguai se deslocou para avaliação prévia. Ao chegar ao local e confirmar o incêndio, a equipe rapidamente acionou a seção de operações do Batalhão de Emergências Ambientais (BEA) solicitando reforço. A área é de difícil acesso e a proporção do incêndio é considerada alta, o que necessita uma logística maior para o controle efetivo. Também foi acionado o Grupo de Aviação Bombeiro Militar, apoio solo e mais um Grupo Combate Incêndios Florestais do BEA. Ontem, as equipes tentaram acessar umas das frentes de incêndio que assola a UC, porém não tiveram sucesso por conta do relevo acidentado.

O chamado Grupo de Aviação Bombeiro Militar sobrevoou o incêndio e realizou combate em uma frente que oferece maior chance de propagação. A equipe terrestre se retraiu e após novo planejamento operacional ficou definido como objetivo o acesso à frente do setor sudoeste da UC na tentativa de conter a linha de fogo por meio de combate direto. Ação iniciou esta manhã e segue até que o fogo seja completamente controlado.

Ao todo, estão envolvidos no combate às chamas 13 bombeiros militares, 6 brigadistas civis, o gerente do parque e um funcionário da prefeitura, responsável pela condução do caminhão-pipa. Para apoio dos colaboradores é utilizado um avião air tractor, 5 viaturas, um autotanque de combustível, moto bomba, kit combate, uma piscina de 18 metros cúbicos e uma repetidora de rádio.

Conforme relatório do Banco de Dados de Queimadas, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), do dia 15 de julho, quando teve início o período proibitivo de queimadas em Mato Grosso, até ontem à tarde, 1.369 focos de calor foram registrados no Estado. A cidade que lidera o ranking de queimadas até o momento é Campinápolis (658 km de Cuiabá) com 114 focos de calor, seguido de Colniza (98) e Aripuanã (67).

Os números são menores que os registrados no mesmo período do ano passado, quando foram notificados 1.950 focos de calor no Estado.


Click Nova Olímpia

Todos os direitos reservados
É proibido a cópia total ou parcial do conteúdo, e a reprodução comercial sem autorização.
Nova Olímpia - MT

Busca

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo