Nova Olimpia (MT), 11 de abril de 2021 - 12:03

? ºC Nova Olimpia - MT

Política

Conselho de Ética da Câmara 08/04/2021 14:27

Conselho de Ética arquiva ação contra Eduardo Bolsonaro

O placar foi de 12 votos a favor e 5 contra o arquivamento

  Sob protestos da oposição, o Conselho de Ética da Câmara arquivou o processo contra o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), por ele defender a instituição de um novo AI-5. O ato, de 1968, foi o mais duro instituído pela ditadura militar.

Foram 12 votos a favor e 5 contra o arquivamento do processo. Votaram contra os deputados Delegado Waldir (PSL-GO), Célio Moura (PT-TO), Paulo Guedes (PT-MG), Júlio Delgado (PSB-MG) e Fernanda Melchiona (PSOL-RS).

O relator, o deputado Igor Timo (Podemos-MG), já havia apresentado seu parecer pelo encerramento do caso na semana passada, mas os partidos de esquerda pediram vistas, o que adiou a votação para esta quinta-feira (8). Timo não viu motivos para dar continuidade às representações de Rede, PSOL, PT e PCdoB, que acusavam Eduardo Bolsonaro de quebra de decoro parlamentar e de atentado contra a democracia.

– O que seria mais danoso ao Congresso Nacional, a possibilidade ou a prática de uma ação em seu desfavor? Essa ação seria a censura. Essa mesma aventada pelo representado, mas que agora pode ser praticada pelos seus pares em seu desfavor. Se estamos aqui para discutir e combater a censura, é importante que nós não [a] pratiquemos contra um colega. Quando digo a um colega, me refiro a todos – disse Timo.

A oposição apresentou um voto em separado contra o arquivamento e pela continuidade do caso no colegiado, mas não teve efeito prático. Os partidos pediram ainda a suspeição do relator. Para as siglas, há imparcialidade na relação entre Timo e Eduardo. Em junho do ano passado, o relator gravou um vídeo com Jair Bolsonaro agradecendo a ele pela liberação de verbas para o seu estado e o publicou nas redes sociais.

Timo se defendeu durante a sessão desta quinta-feira (8) sobre essa questão. Ele disse ter votado no senador Álvaro Dias (Podemos-SP) para a presidência da República no primeiro turno das eleições de 2018 e explicou que decidiu gravar o vídeo com Bolsonaro para informar a população de sua região sobre o envio de recursos.


Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo