Nova Olimpia (MT), 17 de outubro de 2021 - 07:06

? ºC Nova Olimpia - MT

Curiosidades

08/09/2021 07:30 NativaNews

Geladeira é uma das maiores vilãs na economia de energia

Professor de engenharia elétrica dá dicas de utilização do eletrodoméstico para quem quer pagar menos na conta de luz

Com o reajuste da bandeira vermelha anunciado recentemente pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), as famílias brasileiras devem passar a pagar mais caro pela energia elétrica. Diante disso, mudanças de hábitos e adaptações nas instalações domésticas se tornam imprescindíveis para quem deseja economizar. Segundo os especialistas, um dos objetos aos quais os consumidores mais devem ficar atentos é a geladeira.
 
Segundo o professor de Engenharia Elétrica no Centro Universitário Newton Paiva , Edgard Cardoso, a mudança de "hábito" na utilização de alguns eletrodomésticos é um dos maiores obstáculos na economia de energia. A geladeira, por exemplo é um deles. "As pessoas devem evitar de abrir a geladeira várias vezes ou por tempo prolongado, isso porque, quando aberta, ocorre em seu interior uma troca de calor entre o ambiente interno e externo, o que provoca um ‘aquecimento’ na parte de dentro. O esforço para resfriá-la novamente depois de fechada sobrecarrega o motor, o que acaba gerando um gasto extra de energia. O mesmo acontece quando colocamos alimentos quentes dentro dela", explica.
 
O especialista também destaca a importância de verificar se a borracha de vedação da porta está em perfeito estado, evitando a "fuga" de ar frio. "Uma forma de se certificar se a borracha está em boas condições é fechar a geladeira com uma folha de papel atravessada, ou seja, com parte da folha dentro da geladeira e a outra fora. Em seguida tentar puxá-la. Se sair com muita facilidade, é sinal de que a borracha não está vedando corretamente. A ‘fuga’ do ar frio, faz com que o motor da geladeira permaneça mais tempo ligado para manter a temperatura interna, resultando em um desperdício de energia que faz diferença a longo prazo", explica o especialista, que alerta também para que seja mantida limpas as grades de trás do eletrodoméstico, e que elas não devem ser usadas para secar roupas, tênis ou qualquer outro objeto.
 
Mudança de hábitos
Outra mudança simples que pode fazer grande diferença na redução do consumo de energia diz respeito ao chuveiro elétrico. Edgard explica que, com a chegada do frio, muitas pessoas mudam para a posição inverno e após a mudança de estação não retornam para a posição verão, passando a abrir mais para que a água saia mais fria. "Além de gastar mais energia, essa prática aumenta também o consumo da água. O ideal nesses casos é em dias menos frios coloque o chuveiro na posição verão ou ajuste de acordo com a mudança da temperatura, no caso do aparelho de quatro estações" orienta o professor da Newton Paiva.
 
Também é importante se atentar para o ferro de passar roupa, que consome a maior parte de sua energia no momento do aquecimento. Portanto, separar o máximo de peças possíveis para serem passadas de uma única vez, passe primeiro as roupas delicadas que precisam de menos calor. No final, depois de desligar o ferro, o aproveitar o que ainda resta de calor para passar outras peças leves, é uma estratégia que pode contribuir para a redução dos gastos.

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo